Andar Juntos

[Read the devotional «Walking Together» in English.]

As manadas de caribus no Alasca podem ter até 400 mil animais. É espantoso ver estas manadas, quando passam pelo meio das colinas, numa tundra, durante a sua migração das áreas de alimento no verão para as áreas de inverno. Geralmente, elas estão muito longe das zonas habitadas para se conseguirem avistar, mas quando se sabe que elas estão próximas de uma estrada rural, o povo fica agitado e a febre da caça começa. Lembro-me de uma vez, na minha juventude, de ouvir a notícia da chegada de uma manada de caribus. O meu pai, o meu tio e eu, preparamos tudo para a grande caçada. À medida que nos aproximámos da área onde os caribus tinham sido avistados, a única coisa que vimos foi o dano causado na folhagem por essa migração tão massiva. Nós tínhamos chegado tarde demais.

Montamos o acampamento, e o meu pai percorreu as colinas circundantes com os seus binóculos. Com uma manada daquele tamanho, de certeza alguns animais tinham ficado para trás. No cume, em frente do nosso acampamento, viu uma alcateia de lobos. Isto era um bom sinal, pois eles também estavam a caçar. Na manhã seguinte, subimos ao cume onde tínhamos visto os lobos e esperamos. Depois de algum tempo, começaram a passar pequenos grupos de caribus. Em pouco tempo, tínhamos atingido o nosso limite de caça e voltamos para casa. Os lobos também tiveram um festim naquele dia, com os caribus que estavam fracos e isolados.

A natureza ensina-nos algumas lições importantes. Os caribus, tiveram proteção enquanto estiveram juntos. Aqueles que se separaram do rebanho, tornaram-se presas fáceis. A Bíblia ensina o mesmo. Em Eclesiastes, o rei Salomão diz que, «[…] se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa,» (Eclesiastes 4:12). O inimigo é comparado a um leão que anda ao derredor, à procura de algo para devorar, (I Pedro 5:8). Ele usa a arma da ofensa para separar amigos íntimos. Faz com que se sintam justificados no seu isolamento, mimando as suas mágoas, depois ataca-os com a amargura e incredulidade. É perigoso andar sozinho.

Como Bom Pastor, o Senhor vai atrás da ovelha solitária e leva-a para o Seu agregado familiar. A Sua proteção e bênção são encontradas na congregação, assim como o vinho novo é encontrado no cacho, (Isaías 65:8). Aqueles que se isolam apenas procuram os seus próprios desejos, (Provérbios 18:1). A definição de pecado é cada um a desviar-se pelo seu caminho, (Isaías 53:6). A rebeldia do homem separa-o de outros e leva-o a lugares secos e solitários, (Salmos 68:6). Os lobos atacam aqueles que se desviam, que ficam fora do rebanho.

Paulo exorta os Tessalonicenses a estarem atentos e sóbrios. O inimigo é como um ladrão e ele deseja roubar, matar e destruir. Paulo diz: «Não durmamos, pois, como os demais, antes vigiemos e sejamos sóbrios», (I Tessalonicenses 5:6). Aqueles que se isolam e andam sozinhos são vulneráveis à sonolência. A brasa arrefece quando é tirada do fogo. As amizades cristãs e conversas edificantes mantêm-nos alerta; à medida que caminhamos juntos em irmandade, e encorajamo-nos uns aos outros ao amor e às boas obras. Continuem a falar uns com os outros sobre o Senhor. Cantem uns aos outros sobre a Sua bondade. Compartilhem, juntos as maravilhas do grande amor de Deus. Ao fazerem isto, o sono não vai chegar. O fogo do avivamento vai sempre queimar forte no vosso coração e o diabo não terá qualquer oportunidade para atacar.

Jesus enviou os seus discípulos dois a dois. Oh, quão doce o companheirismo deve ter sido, quando iam de aldeia em aldeia, compartilhando tudo o que o Senhor tinha feito neles e através deles. A vitória foi uma vitória partilhada. A alegria transbordou enquanto caminhavam juntos.

Escrituras para meditar
Hebreus 10:25; Eclesiastes 4:9-12; Proverbios 18:1; I Crónicas 10:25; I Pedro 5:8; Salmos 68:6.

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa