Boas Novas

[Read the devotional «Good News» in English.]

“Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor..” Lucas 2:10-11

Quando estava a escrever este devocional, recebi uma mensagem de SMS a anunciar o nascimento da nossa neta, Rose Leanne. O nascimento de qualquer criança é sempre uma boa notícia. Damos abraços, levantamos copos para brindar, partilhamos fotografias no Facebook, onde são colocados “gostos” e comentários de felicitações, e os pais e os avós exibem sorrisos radiantes e orgulhosos.

No entanto, os que celebram são um círculo íntimo de amigos e familiares. O resto do mundo nem se apercebe que um evento significativo ocorreu. Quando Jesus nasceu, não foi assim. Os anjos foram enviados a anunciar a sua chegada. Sinais foram vistos no céu. A estrela foi especialmente notada para levar os homens sábios, de terras distantes, para o lugar do Seu nascimento. A boa notícia do nascimento deste bebê não era apenas para alguns mas, como o anjo disse, foram boas novas de grande alegria para todos os povos.

O nascimento de Jesus é uma boa notícia para aqueles que andam nas trevas. Antes do nascimento há trevas. Antes da criação havia escuridão. Isaías falou do dia em que aqueles que andam nas trevas veriam uma grande luz. Jesus veio como a luz do mundo. No escuro, tropeça-se e cai-se. Sem luz não se pode encontrar o caminho. Fica-se como um morto-vivo; sem sentido ou propósito. Quando a luz é ligada, as pessoas acordam. Elas podem ver e compreender, o que antes era um enigma.

A Bíblia diz que Deus é a luz e n’Ele não há trevas nem sombras. (I João 1:5). A luz fez-se carne, Deus encarnado, e as trevas tiveram que fugir. O nascimento de Jesus é uma boa notícia para o pecador. Jesus veio para nos salvar dos nossos pecados. O pecado separa-nos de Deus eternamente. O pecado é a condição espiritual de todos nós. É a teimosia de fazermos o que queremos que resulta em morte e condenação eterna. O nascimento de Jesus trouxe esperança a toda a humanidade.

Em vez de uma eternidade no inferno há perdão e vida eterna. Jesus não só providenciou uma maneira de termos uma vida melhor aqui na terra, mas providenciou uma maneira de nos relacionarmos com Deus o Pai. O pecado fechou a porta de acesso a Deus, mas Jesus abriu essa porta. Não há outro Caminho, nenhuma outra Verdade e nenhuma outra Porta, senão Jesus.

O nascimento de Jesus é o início do Reino do Céu aqui na terra. Jesus nasceu como um rei. Os sábios sabiam disso através da interpretação da estrela que seguiram até ao local do seu nascimento. Os profetas previram a vinda de um rei e, o Rei Herodes temeu. Antes do seu nascimento, o reino das trevas governava sobre a humanidade; todos eram escravos dos desejos do inimigo. O Rei do Céu veio para libertar os cativos.

Ele veio para estabelecer a ordem e a paz. Jesus veio para recuperar o que foi perdido; para recuperar controle sobre essa parte da Sua criação. Ele é um rei soberano e a Sua vontade é a única vontade que deve ser obedecida. No Reino de Deus não há democracia, não há autogoverno, nem há qualquer lugar para várias opiniões. O Seu reino é perfeito e Ele governa com justiça, paz e alegria no Espírito Santo, (Romanos 14:17). Pela fé, tu podes entrar neste Reino de Deus, um reino de amor. Ao receberes Jesus como teu Senhor e Salvador, a porta será aberta.

Escrituras Para Meditar
Lucas 2:1-21; Mateus 2:1-12; Isaías 9:2-7; João 3:16-17; 8:12; I Timóteo 1:15

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa