O Dom da Graça

[Read the devotional «The Gift Of Grace» in English.]

A definição tradicional da palavra “Graça” é a de “favor imerecido”. Sendo definitivamente isso, eu acredito que é muito mais. A palavra Graça é usada 323 vezes na Bíblia portuguesa, e refere-se a favor, integridade, perdão, redenção e poder. Em todos os casos, é um dom gratuito. Por definição, não pode ser ganha pelo nosso mérito. Não se pode obter a graça através da oração e do jejum, mantendo a lei, dedicação às boas obras, dando os dízimos e ofertas ou qualquer outro esforço pessoal. É uma questão de receber o que Deus tem oferecido. Desta forma, dar graças é dizer: Obrigado.

Eu descobri que por vezes é difícil receber. Quando recebemos um presente de alguém no Natal, sentimo-nos obrigados a dar um presente em troca. Se alguém nos convida para jantar, sentimos a necessidade de convidá-lo para jantar. Parece que a nossa natureza, como refletida na nossa cultura, é baseada em obras, em vez de graça. A graça é a antítese da lei. De acordo com Tito 2:11, a graça veio ao mundo através de Jesus Cristo. Sendo assim, a misericórdia e poder de Deus já foram disponibilizados para o homem.

Para entendermos como receber a graça, devemos entender a humildade. Jesus conta a história, em Mateus 18, de um servo que devia ao seu senhor dez mil talentos, o equivalente a 16 anos de salários. O servo não pode pagar esse valor e implorou por misericórdia, dizendo: “tudo te pagarei.” O senhor perdoou-lhe a dívida inteira. Mas a história não termina aqui. Este servo, ao que parece, não podia simplesmente receber o seu perdão livremente. Ele foi atrás de todos aqueles que lhe deviam e exigiu que lhe pagassem. Quando lhe disseram que não podiam, ele não mostrou misericórdia e mandou-os para a prisão. Talvez fosse a sua intenção pagar ao seu mestre.

Quando alguém não é capaz de receber livremente graça, vai ser difícil para essa pessoa dar livremente graça. A humildade é vista na nossa capacidade para receber perdão e perdoar os outros. Jesus diz que aqueles a quem muito foi perdoado, muito amaram, (Lucas 7:47). Quando descobrimos o quão indignos somos, descobrimos o quanto somos valorizados por Deus. Embora tenhamos todos os motivos para ser condenados e punidos, fomos recebidos como “filhos”e honrados ao sentarmo-nos com Ele nos lugares celestiais.

O nosso passado foi limpo. Não há “lembranças” ou registos. A graça faz com que o nosso passado pecaminoso seja apagado, como se nunca tivesse acontecido. Que presente maravilhoso para receber. Vamos agora dar graças.

Escrituras Para Meditar
Efésios 2:8; Mateus 18: 23-35; Tiago 4:6; Salmos 84:11

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa