O Mandamento com Promessa

[Read the devotional «The Commandment With A Promise» in English.]

De todos os mandamentos da Bíblia, há um que se destaca devido a uma promessa associada a ele. É o quinto dos Dez Mandamentos onde se lê: “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.” (Êxodo 20:12). Por outras palavras, uma longa vida abençoada não está dependente das vitaminas que tomas ou do teu programa de exercícios físicos, mas sim da atitude e das ações tomadas em relação aos teus pais. Com a crescente legitimidade da eutanásia e do abandono de idosos pelos seus familiares, este mandamento deve ser revisto e levado a sério por todos nós. Lembra-te, honrar os pais é um mandamento e não uma sugestão.

A honra gera honra, e Deus honrará com uma longa vida àqueles que honram os seus pais. Se desejamos agradar a Deus e ser abençoados, devemos prestar muita atenção a este mandamento. Como adultos, nós não estamos diretamente sob a autoridade dos nossos pais, mas isso não significa que estejamos dispensados deste mandamento. Mesmo Jesus submeteu-se a ambos, aos seus pais terrenos como ao Pai Celestial. Honrar os pais é agradável ao Senhor, porque mostra que reconhecemos Deus como Pai e a família como Seu plano para toda a humanidade. Ao honrarmos os nossos pais entendemos que a vida não iniciou connosco, mas foi-nos dada por Deus através dos nossos pais. Ao honrares os teus pais estás a honrar a Deus.

Paulo disse à Igreja de Éfeso que havia um mistério escondido em Deus desde o início dos tempos. Qual é este mistério? Em Efésios 3:14-15, ele diz: “Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome.” Deus revela-se como Pai e toda a paternidade deriva d’Ele. Jesus veio para ser o caminho para o Pai. Ninguém conhecia Deus como Pai antes de Jesus vir à Terra e a Sua missão foi revelar o Seu Pai a toda humanidade. Jesus revelou este mistério que Deus é Pai para a Igreja e a Igreja deve manifestar esta paternidade ao mundo e a todos os principados espirituais.

Nestes dias em que a desagregação das famílias é tão comum, torna-se muito importante que a Igreja entenda o seu papel na formatação de modelos piedosos na vida familiar. A família é a célula básica do Corpo de Cristo mas não será compreendida sem a revelação da paternidade. A palavra grega para a família é patria e a palavra para pai é pater. A definição de família deriva de pai. Famílias sem pai são disfuncionais e estão na mesma categoria que os órfãos e as viúvas. A Igreja é uma família e deve cuidar dos órfãos e das viúvas. Esta é a verdadeira religião; dar uma referência paternal aos órfãos.

A honra aos pais fortalece a identidade e cria uma continuidade para as gerações futuras. Deus revelou o Seu nome a Moisés desta maneira: “…O Senhor Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é o meu memorial de geração em geração,”(Êxodo 3,15). Deus revelou a Sua identidade de uma forma geracional. Abençoa os teus pais. Louva-os e honra-os. Dá aos teus filhos uma herança familiar que se estenda por gerações. Porque Deus é Pai de todas as famílias, Ele pode redimir e curar todas as famílias disfuncionais. À medida que abençoas serás abençoado e ao honrares serás honrado.

Escrituras para meditar
Êxodo. 20:12; Efésios 6:2; Colossenses 3:20; Mateus 19:19; Jeremias 35:18-19; Provérbios 20:20; 23:22

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa