O Ósculo Santo

[Read the devotional «The Holy Kiss» in English.]

Paulo, escreveu à igreja de Roma admoestando que se cumprimentassem uns aos outros com ósculo santo, (Romanos 16:16). Ao tentarem contextualizar este versículo, os tradutores modernos têm muitas vezes substituído a palavra beijo (ósculo) por aperto de mão caloroso, abraço fraterno, abraço santo, beijo consagrado, amor cristão, etc..O facto é que a palavra grega é “filaymah“, que significa: beijo.

O beijo é muito comum já há muito tempo. Alguns antropólogos acreditam que ele seja instintivo e intuitivo para o homem, enquanto outros dizem que é um comportamento aprendido. É verdade que o beijo significa coisas diferentes para diferentes grupos étnicos, e em alguns lugares o beijo é estritamente limitado, em outros é proibido, mas em geral o beijo é uma expressão de intimidade e afeto. Os romanos eram “beijadores” fanáticos.

Eles foram responsáveis ​​por espalhar esta expressão de saudação, respeito e amor para os povos da Europa e em todo o seu império. Então, por que Paulo tem de exortar estes crentes romanos para se cumprimentarem uns aos outros com ósculo santo?

O antigo filósofo judeu, Philo, notou que havia uma prática na sinagoga a qual foi chamada de “beijo da harmonia”. Isto significava que a Palavra de Deus traria coisas hostis juntamente com harmonia e amor. A Igreja do século II, como registrado por Justin, praticava o que foi chamado de “beijo da paz”. Eles cumprimentavam-se dizendo: “A paz esteja convosco, a minha paz vos dou”, e depois beijavam-se. Era um sinal de que as suas almas estavam unidas e que eles tinham posto de lado todas as memórias de mágoas. Este é o contexto em que Paulo escreveu esta exortação aos Romanos e também para a Igreja em Tessalónica.

Mas, eu gostaria que nos focássemos no adjetivo “Santo”. A santidade é uma característica da natureza do próprio Deus. Um beijo santo é a natureza de Deus que nós transmitimos aos outros de uma forma carinhosa e amorosa. No Salmo 85, versículo 10, vemos a justiça e a paz beijando-se. No versículo 11, a fidelidade brota da terra e a justiça olha desde o céu.

A justiça é dada por Deus. Por causa do sangue de Jesus, nós fomos feitos justos. O que brota de nós é a nossa fidelidade e paz, e quando se juntam com a justiça do Senhor, elas beijam-se. Miguel Ângelo na sua pintura na Capela Sistina, em Roma, pintou o dedo do homem a tocar o dedo de Deus. Esta imagem é muito limitada em revelar a nossa relação com nosso Senhor. Um beijo é muito mais expressivo. David escreveu: “Beijai o Filho…”, (Salmos 2:12). A mulher que ungiu os pés de Jesus com um perfume caro e beijou os seus pés em arrependimento e adoração recebeu o perdão pelos seus pecados e paz da parte de Deus.

Jesus disse que a salvação tinha chegado a ela naquele dia. Quando os nossos filhos lutavam e aleijavam-se uns aos outros, tinham de pedir perdão e, em seguida, beijarem-se e fazerem as pazes. Um ósculo santo é um sinal de reconciliação e de paz. Aqui está a dizer: “Não tenho nada contra ti. Só há paz entre nós. Estamos reconciliados. ”

Escrituras Para Meditar
Romanos 16:16; I Tessalonicenses 5:26; Salmos 2:12; 85:7-13; II Coríntios 5:21; Lucas 7:36-50

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa