O que Determina a Determinação?

[Read the devotional «What Determines Determination?» in English.]

Lembro-me de uma vez estar a brincar com o bulldog de ​​um amigo. Eu atirava um pau e o cão prontamente corria atrás, mas em vez de trazê-lo de volta, ele prendia-o na sua boca, como se quisesse dizer: “Vem e tenta tirá-lo.” Eu corria e tentava tirar o pau mas aquele bulldog segurava-o firmemente.Eu levantava o pau juntamente com o bulldog, mas ele não o largava. Por fim, cansei-me do jogo e deixei-o ficar com aquele pau. Este bulldog tinha determinação!

Conheço pessoas assim; elas simplesmente não desistem. Aconteça o que acontecer elas mantém-se firmes. Outras parecem desistir facilmente. Quando encontram alguma resistência ou dificuldade, elas interpretam estas circunstâncias como não sendo para elas e desistem de avançar. Pensam que se fosse a vontade de Deus para elas, então o percurso seria fácil. Eu creio que nunca leram a passagem da Bíblia que diz: “… no mundo tereis aflições; mas tende bom ânimo Eu venci o mundo”, (João 16:33).

Os vencedores precisam de ter determinação. O que determina a determinação? A determinação revela a tua paixão. É o que te motiva a procurar o “ouro”. É o que te faz prosseguir, para enfrentar os obstáculos e não parar até chegares ao teu objectivo. Determinação, significa que não estás satisfeito. Quando estiveres satisfeito paras de crescer e perdes o espírito de conquista. O que determina a nossa determinação? É a insatisfação.

Jesus ensinou esta verdade aos seus discípulos, contando-lhes a história de um homem que preparou um grande banquete. Quando o banquete estava pronto, ele mandou o seu servo chamar todos os seus amigos para irem à sua casa e deliciarem-se com o maravilhoso jantar que havia preparado. Quando o servo foi chamar aqueles que tinham sido convidados, ele só ouviu desculpas da parte dos convidados para não irem ao banquete. Um, disse que ele tinha trabalho a fazer, outro, disse que tinha que dedicar algum tempo à sua esposa e família e outro, teve de ir ver uma propriedade que tinha acabado de comprar.

Estas foram algumas das fracas desculpas que deram, mas todos revelaram que estavam satisfeitos com as suas próprias vidas e não tinham nenhuma motivação para fazer mais nada. O dono da casa ficou tão zangado com os seus amigos e com as suas desculpas tolas que mandou o seu servo, mais uma vez, para as ruas da cidade para chamar os pobres, os aleijados, cegos e coxos para festejarem com ele em sua casa. O servo saiu e reuniram todos os que estavam dispostos a vir, mas ainda havia espaço na sua mesa.

O homem não estava satisfeito com uma casa vazia e, por isso, enviou o seu servo, mais uma vez, para convidar aqueles que estavam longe e ele devia obriga-los a vir à festa que ele havia preparado. Ele estava determinado a ter uma casa cheia e não parava de convidar até que alcançasse o seu objectivo.

Deus odeia desculpas, porque desculpas são “mentiras baratas”. Ele quer que a sua casa esteja cheia. Deus não quer só que respondamos ao seu convite, mas quer ver-nos trazer outros connosco. Ele quer que a Sua insatisfação seja a nossa insatisfação. Ele quer que a Sua determinação seja a nossa determinação. Capisci?

Escrituras Para Meditar
Lucas 14:15-24; 9:62; 8.15; Romanos 10:13-15; Apocalipse 14:12

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa