O Vale da Decisão

[Read the devotional «The Valley of Decision» in English.]

No livro O Peregrino, de John Bunyan, o peregrino (cujo nome é Cristão), entrou no temeroso Vale da Sombra da Morte. Quando ele estava no meio do vale, rodeado pela escuridão, pelo terror e pelos demónios, ouviu as palavras do vigésimo terceiro Salmo, possivelmente ditas pelo seu amigo Fidelidade: «Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.» Quando ele saiu deste vale, o sol nasceu num novo dia.

Vales são lugares baixos entre dois lugares altos. Quando entras num vale tens que descer. Geograficamente, um vale é uma depressão na formação da terra. A partir desta definição, a palavra «vale» também se tornou uma metáfora para tempos difíceis, depressão emocional e um estado espiritualmente em baixo. É importante observar que o salmista diz que ele passa pelo vale. Não é onde ele iria ficar. Quando Ló se separou de Abraão, ele foi para o Vale do Jordão. Aparentemente, o vale era atraente e oferecia abundância e conforto, mas ao fazer do vale o seu lar, a sua alma ficou atormentada por causa do mal que havia naquele lugar. Anjos foram enviados para libertarem Ló e a sua família, e trouxeram-nos mais uma vez para as montanhas.

As decisões mais importantes são tomadas quando estás no vale.  Vais ficar em depressão, ou seguir em frente? Vais permanecer na derrota, ou vais levantar-te e tentar novamente? Vais ficar paralisado pelos medos e dúvidas, ou vais levantar-te em fé. O profeta Joel diz: «Multidões, multidões no vale da decisão! Porque o dia do Senhor está perto, no vale da decisão,» (Joel 3:14). As tuas decisões irão determinar o teu futuro. Escolhe deixar o lugar da tentação, o lugar da derrota e sobe para os lugares altos. David diz: «Ele faz os meus pés como os da corça, e põe-me nas minhas alturas,» (Salmos 18:33).

Não faças do vale teu amigo. Não gastes tempo com autopiedade e desespero. O vale é destinado para a destruição. O vale da morte será tragado pela vitória. Não haverá mais depressão. O medo está destinado à condenação eterna. Quando o dia do Senhor vier, todo o vale será preenchido, cada montanha tornar-se-á baixa, e os caminhos tortuosos tornar-se-ão retos, (Lucas 3:5). O vale é uma passagem e não um destino. No vale pelo qual possas estar a passar, podes ter a certeza, o Senhor está contigo. Quando o peregrino, Cristão, deixou o Vale da Sombra da Morte, o seu amigo, Fidelidade, estava lá para o receber.

No vale, devemos olhar para o Senhor, e não para os outros. As nossas decisões não podem ser tomadas com base nas opiniões dos outros, mas na vontade de Deus. Só o Senhor nos pode tirar da depressão. Tu podes pensar que os teus amigos te abandonaram, mas eles esperam por ti do outro lado. Agora tu precisas de Deus. É o Senhor quem te vai levantar sobre os Seus ombros e levar-te para um lugar mais elevado. Lembra-te, Ele faz os teus pés como os da corça. Os teus amigos fiéis são os que também passaram por estes vales e saíram do outro lado em vitória. Eles são os únicos que tomaram as decisões corretas e estão a seguir o Senhor. Aqueles que estão no vale podem confortar-te e ter pena de ti, mas eles não podem ajudar-te. «Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia,» (Salmos 46:1).

Escrituras para meditar
Salmos 18:33; 23:4; 84:6; Joel 3:14; Ezequiel 34:26; Lucas 3:5

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa