Socorro Bem Presente

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. (Selá.) Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã.
Salmos 46:1-5 

A minha filha, Leonor, sempre teve facilidade em associar palavras a imagens, e com 3 ou 4 anos, quando orávamos ela sempre fazia este tipo de associação. Um dia a tia orou pedindo que Jesus as guardasse, e ela perguntou: «como é que Jesus nos guarda, é dentro duma caixinha?»

Este Salmo, realmente, parece retratar a necessidade que temos desta proteção, em tempos de «guerra», de angústia na nossa vida. Há alturas em que precisamos de sentir que Deus está realmente presente, precisamos que Ele seja a nossa fortaleza, com altas muralhas, que não deixam passar os inimigos, ou ondas revoltas que nos tentam afogar.

Ao ler este Salmo, eu não posso deixar de estar grata pelo amor que Deus tem pela nossa vida, pois estas palavras transportam para a nossa alma a segurança de um Deus sempre presente, alguém que não foge no meio da batalha, que não nos abandona, que não se deixa abalar, mas muito mais do que isto, de alguém que tem poder para falar às circunstâncias da nossa vida, que tem poder para controlar todas as adversidades que se levantam contra nós.

Passamos pela batalha sempre com a garantia da vitória! «[…] O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã», (Salmos 30:5).

No meio do nosso «deserto», há abundância de água na presença de Deus, lugar onde podemos ser saciados, onde a nossa fé não será abalada e onde encontraremos forças e um novo refrigério.

Quem tem sido o teu socorro, a tua muralha? Onde tens encontrado forças, ânimo, paz? Nunca poderemos ser saciados fora da presença de Deus! Deus ama-te, e é zeloso pela tua vida, sem dúvida alguma, nunca te abandonará. Refugia-te na Sua presença.

Escrituras para meditar
Salmos 125:1; Romanos 8:31-37; Mateus 11:28-30.