Os Segredos de Uma Vida Boa, pt. 2

Apontamentos

Mateus 7:12
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.

I. A miragem “se tiver”

  1. Não andes inquietos com o que precisas, porque Deus sabe tudo o que precisas, (Mateus 6:28-33);
  2. Não te enganes com os teus desejos;
    • Desejos não são necessidades
    • Tendo o que queremos não resolve o problema
    • Desejos são inconstantes
  3. Tendo o que queres, não garante que irás ficar satisfeito ou que mudarás.
    “Se for aumentado, vou trabalhar mais”.

II. O efeito boomerang

  1. Para ter amigos tem que ser amigável;
  2. O que semeia, colhe;
  3. Se queres ser aceite, então, aceita os outros, (eg. Aprovado, gostado, louvado, promovido, honrado, rico, etc.).

III. Se queres que outros mudem, muda primeiro

Pergunta a ti mesmo: “Se fosse o meu patrão, ia promover-me?”

  • Namorada… ias casar contigo?
  • Amigo… ias emprestar-te dinheiro?
  • Discípulo… ias seguir-te com alegria?
  • Padrinho… ias ser o teu fiador?

IV. A Lei da Reciprocidade

Não espera até que as coisas ou situações se alterem, começa a mudar-te a ti mesmo. (Mateus 5:44)

  • Atitudes;
  • Acções;
  • A maneira de falar.

IV. “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”

Mateus 22:39, “E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.”

  1. Como pensas dos outros é um reflexo daquilo que pensas de ti mesmo;
  2. Uma baixa auto-imagem impede que a pessoa se sinta amada ou que consiga amar;
  3. Quais são as qualidades que estás a trazer ao teu casamento, família, emprego, célula, igreja, etc.?;
  4. Deus nos amou primeiro.

Os Segredos de Uma Vida Boa, pt. 1

Apontamentos

Provérbios 3:1-10

1 Filho meu, não te esqueças da minha instrução, e o teu coração guarde os meus mandamentos;
2 porque eles te darão longura de dias, e anos de vida e paz.
3 Não se afastem de ti a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço, escreve-as na tábua do teu coração;
4 assim acharás favor e bom entendimento ã vista de Deus e dos homens.
5 Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.
6 Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.
7 Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal.
8 Isso será saúde para a tua carne; e refrigério para os teus ossos.
9 Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda;
10 assim se encherão de fartura os teus celeiros, e transbordarão de mosto os teus lagares.

Uma boa vida não é garantida pelas condições externas,
mas pelo estado do homem interior.

Provérbios 4:23, “Guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida”

III João 2, “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.”

I. Não esquecer a Palavra de Deus, v. 1

Promessas: Paz, Muitos Dias, Favor e Direcção

1. “Não só de pão viverá o homem…” (Deuteronómio 8:3 e Mateus 4:4)

  1. Se não podia confiar em Deus no deserto, não ia confiar n’Ele na Terra Prometida;
  2. O deserto é a vontade de Deus, para provar o que está no coração.
    (Deuteronómio 8:2). Não é como nas escolas. Ninguém é reprovado, só tem que fazer o exame, vez após vez até passar;
  3. Jesus foi guiado pelo Espírito Santo ao deserto, (Mateus 4:1).

2. A vida não é acerca das coisas

  1. Deus dá-nos o poder de enriquecer, (Deuteronómio 8:18);
  2. Depois de ministrar à mulher samaritana, Jesus não tinha mais fome. Ele disse aos seus discípulos: “Eu tenho comida que não conhecem” (João 4:31);
  3. Se insistimos em ter certas coisas, sem buscar primeiro o reino de Deus, estas mesmas coisas podem fazer-nos mal.
    Salmos 106.15, “E Ele satisfez-lhes o desejo, mas fez definhar a sua alma”;
  4. No deserto eles viveram pelo sustento de cada dia, sem ter novos sapatos, roupas, carros, etc.

3. Há uma batalha à volta da Palavra

  1. Judas disse para “batalhar pela fé”, (v. 3), porque têm entrado na igreja os que “convertem em dissolução a graça de Deus”
    Os que tem aquela atitude que diz, “posso pecar hoje, depois vou confessar o meu pecado e volto ao normal”;
  2. Afasta-te dos achismos. Provérbios 3:5, “Confia no Senhor de todo coração e não te inclina sobre os teus próprios pensamentos.” II Pedro 1:20-21, “Nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação, porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum…”;
  3. Eles “voluntariamente ignoram”, por isso negam a Palavra. (II Pedro 3:5).

II. Não sejas sábio aos teus próprios olhos, v.7

Promessas: Saúde, Força e Prosperidade

1. “Olhe o que eu fiz!”

  1. Mas foi Deus quem te deu força para prosperar, (Deuteronómio 8:18);
  2. Se esqueceres Deus depois de seres abençoado, podes perder mais do que pensas. (Podes controlar as tuas decisões, mas não podes controlar as consequências das tuas decisões).

2. Deus resiste os soberbos, (Tiago 4:6)

  1. Orgulho coloca-nos numa posição de igualdade ou superioridade;
    • Direitos.
    • Opiniões, (Romanos 12:16, “não sejais sábios em vos mesmos”).
    • Resistir à autoridade, (Judas 8).
    • Rejeitar a correcção, (Provérbios 3:11-12 e Hebreus 12:4-11). Os orgulhosos consideram a correcção como algo injusto.
  2. O que parece bom aos nossos próprios olhos, não é necessariamente o que nos satisfaz ou o que é o melhor, (Provérbios 16:25).

3. Humildade é o remédio

  1. Humildade e submissão são atitudes em que consideramos outros superior a nós mesmos;
  2. É visto na maneira como honramos Deus e os outros;
    • Finanças, (Provérbios 3:9).
    • Louvor, (Hebreus 13:15). Não é lisonjear, porque lisonjear é a admiração das pessoas por interesse, (Judas 16).
    • Obediência à autoridade, (Hebreus 13:17).
    • Respeito ao falar, olhar e agir.
  3. Orgulho precede a queda, mas a Humildade precede a promoção. (Provérbios 15:33 e 16:18).