Mais Do Que Leite

[Read the devotional «More Than Milk» in English.]

Paulo escreveu aos Coríntios dizendo que quando era criança, pensava e agia como uma criança, mas depois que se fez homem acabou com as coisas de menino, (I Coríntios 13:11). Isto parece óbvio, mas, para este grande apóstolo, a realidade é que muitas pessoas não entendem esta verdade. Elas pensam que pelo facto de serem cristãs há muitos anos, ou por serem fiéis, ao longo das suas vidas, ao participarem nos cultos da igreja, tornaram-se cristãos maduros.

O tempo passa, mas em vez de crescerem espiritualmente, eles mantêm os mesmos modos e atitudes infantis. O escritor de Hebreus lamentou que a igreja não fosse tão madura quanto eles pensavam que era. Em vez de ser capaz de lidar com alimentos sólidos, eles ainda necessitavam de uma dieta de leite. Ele encorajou-os a crescer espiritualmente. (Hebreus 5:11-14). O leite é para os imaturos, e é necessário em criança para receber o cálcio necessário que fortalece os ossos.

Isto pode ser comparado com a formação de um fundamento sobre o qual iremos construir. Sem um bom fundamento a casa não prevalece. Em Hebreus, no capítulo 6, são mencionadas seis doutrinas de Cristo que servem como fundamento sobre o qual a vida de um crente deve ser construída. Sem estes, não se pode atingir a maturidade. Eles são: O arrependimento das obras mortas, a fé em Deus, a doutrina dos batismos, a imposição de mãos, o julgamento eterno e a ressurreição dos mortos. Estes fundamentos não são adquiridos apenas por aprendermos estas verdades.

Eles devem ser tecidos no caráter da pessoa. Maturidade é determinada pela aplicação da verdade, mais do que pelo conhecimento da verdade. Imaturidade é basicamente egoísmo. A vida de uma criança é centrada em si mesma. Tem tudo a ver com receber alimento, dormir e ser constantemente cuidada por um adulto. Quando quaisquer destes cuidados falham, todos os que estão ao redor vão ficar a saber. Alguma vez já tentantes tirar um brinquedo a uma criança?

Mesmo um bebê prende firmemente a sua chucha. Sem supervisão, uma sala cheia de crianças torna-se uma zona de guerra, onde cada um está a tentar tirar o que o outro tem. A Imaturidade espiritual é muito parecida com isto. É quando Deus e os outros crentes servem para satisfazer os desejos de alguém. É quando as orações de alguém estão centradas em frases como: “dá-me”, “eu preciso”, “ajuda-me” e “eu quero”.

Uma criança age como uma criança, mas é necessário estabelecer um fundamento para que possa crescer. Olhando novamente para estas doutrinas fundamentais, pode-se dizer que: O arrependimento é o afastamento do egoísmo, a fé concentra-se apenas em Deus, o batismo é a nossa morte e a nossa nova vida em Cristo, a imposição das mãos é compartilhar com os outros o que se tem, juízo eterno fala das consequências das nossas ações e a ressurreição dos mortos é a vitória gloriosa que temos sobre o pecado e a morte.

Em suma, crescer espiritualmente é abraçar a cruz, (morrer para nós mesmos), e viver em Cristo. Isto não quer dizer que as nossas necessidades e desejos pessoais não sejam importantes para Deus, mas sim que eles não devem ser o nosso foco. Um crente maduro ora: “Não a minha vontade, mas a tua,” “faz em mim o Teu querer.” É a submissão dos próprios caminhos para o Senhor; desejando que sejam conforme à imagem e propósito do Senhor. O que Deus tem para nós é mais do que leite.

Vamos avançar para o alimento mais sólido.

Escrituras Para Meditar
Hebreus 5:11-14; 6:1-2; Efésios 4:15-16; Colossenses 2:19; I Coríntios 13:11

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa