Semelhante a Cristo

[Read the devotional «Christ-Like» in English.]

Numa das inúmeras ocasiões em que falou aos discípulos sobre o Pai, Jesus foi interrompido por Filipe, que Lhe pediu: «Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta,» (João 14:8). Filipe queria ver para crer. Jesus ficou surpreendido com o pedido de Filipe. Ele respondeu: «Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim, vê o Pai […],» (v. 9). Ou seja, Jesus estava a dizer: «Filipe, tu estás a olhar para o Pai, quando olhas para mim.» Jesus é semelhante ao Pai e o Pai é semelhante a Cristo.

Jesus é o visível do invisível. Ele explica isto ao dizer: «Eu estou no Pai e o Pai em mim,» (v. 11). Quando a água é turva, tu só podes ver a superfície, mas quando é cristalina podes ver claramente até ao fundo. Tudo o que Jesus disse e fez, refletia claramente o Pai. O véu tinha sido tirado. Deus fez-se carne. A Sua glória tornou-se visível em três dimensões. Todos podiam olhar para Ele, todos podiam tocá-lo. Aqueles que se aproximaram de Jesus com fé, viram mais do que apenas um homem. Eles viram o Cristo, o Filho do Deus Vivo. As suas vidas foram transformadas. Os seus corpos foram curados. Os mortos foram ressuscitados. As palavras de Jesus queimavam nos seus corações. Eles seguiram-no de boa vontade e não se cansavam da Sua presença. Aqueles cujos olhos estavam enlameadas pelas suas próprias tradições religiosas, só podiam ver em Jesus o seu próprio reflexo. Não é à toa que eles rejeitaram as Suas afirmações de ser Deus.

A fé abre os nossos olhos para vermos o invisível. Primeiro, é como olhar através de um vidro nublado. Vemos o suficiente para acreditar que Deus existe, que há mais do que apenas o natural e que Jesus é o Salvador. Isaías diz que é como ter janelas de cristal. Elas são translúcidas, mas não transparente. Quando alguém continua a olhar através desta janela de fé, uma coisa incrível começa a acontecer. A nossa visão torna-se mais clara e vemos o que antes era apenas um conceito ou ideia. A fé remove o véu da razão e dúvida, e quando nós vemos tornamo-nos semelhantes a Ele. Paulo escreve isto aos Coríntios: «Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados na mesma imagem,» (II Coríntios 3:18).

O pedido de Filipe revelou a sua incredulidade. Ele estava tão perto, mas tão longe. Ele ouviu tantas palavras, mas não a Palavra. O que faltava na vida de Filipe era o Espírito do Senhor. É o Espírito de Deus que abre os olhos do nosso entendimento. É o Espírito do Senhor, que nos tira das trevas para a luz. É onde está o Espírito do Senhor, que há liberdade. Foi o Espírito de Deus que deu a Pedro a revelação de que Jesus era o Messias, o Filho do Deus Vivo. Sem o Espírito, todos os discípulos podiam ver em Jesus um profeta, um Elias ou Moisés. Assim como Jesus é semelhante ao Pai e o Pai é semelhante a Cristo, os discípulos também deviam ser semelhantes a Cristo. Mas, sem o Espírito de Deus isso era impossível. Por esta razão, Jesus disse aos discípulos que esperassem em Jerusalém até que recebessem o poder do Espírito Santo. Pois, sem Ele, nada podiam fazer.

Ser como Cristo é refletires a pessoa de Jesus na tua vida. Quando as pessoas olham para ti, para o que fazes e para o que dizes, elas devem ver e ouvir Jesus. Assim como Deus se tornou visível em Jesus, então Jesus deve ser visível nas nossas vidas. Isto só é possível através do Espírito de Deus que habita em nós. Esta é a essência da fé. É a imagem de Deus tornando-se visível para nós e através de nós. É Deus tornando-nos semelhantes a Cristo, como Ele é.

Escrituras para meditar
João 14:6-10; Colosensses 1:15; I Timóteo 1:17; I João 3:2; Efésios 1:17; Isaías 54:12; II Corintios 3:18

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa