Conhecemos em Parte

[Read the devotional «We Know In Part» in English.]

Uma das maiores lições que devemos aprender na vida é reconhecermos as nossas limitações. Paulo exortou a igreja de Corinto para ter cuidado com as atitudes arrogantes em relação aos outros, tomadas por causa da nossa perceção e entendimento espiritual. Ele alertou que até mesmo a profecia pode ter falhas na sua exatidão e, portanto, devemos estar abertos à correção e instrução. Ser ensinável é uma marca de humildade e esta é a base da verdadeira espiritualidade.

Alguns têm tomado a decisão de não estudar, ou aprender com outros, usando este versículo fora de contexto, “… A ciência incha…” (I Coríntios 8:1). Ao fazê-lo, rejeitaram a verdade objetiva, substituindo-a por mera revelação subjetiva. O Dr. Craig Blaising, professor de Teologia no Seminário Teológico Batista do Sul, afirmou: “A antítese de espiritual não é académico. A antítese de espiritual é não espiritual”.

O contexto em que Paulo estava a exortar a igreja de Corinto, a não se “inchar” foi em relação a comer comida oferecida aos ídolos. Parece ter havido um debate acalorado, na igreja, sobre a possível contaminação espiritual, abordando a ingestão de alimentos oferecidos aos ídolos, o poder que esses falsos deuses ou demónios tinham sobre aqueles que comiam os alimentos, e a proibição bíblica de idolatria.

Estou certo de que os argumentos contra esta prática foram bastante razoáveis e até mesmo apoiados pelas Escrituras e dogmas da Igreja, mas faltava-lhes um “ingrediente” muito importante; o amor. O seu conhecimento sobre este assunto estava a ser usado como uma arma contra outros. Em vez de se edificarem uns aos outros, eles estavam a destruir-se. O conhecimento que “incha”, é o conhecimento que expressa uma atitude que diz: “eu sou mais santo do que tu”.

É esta concentração naquilo que é menos importante, que coloca aqueles que não compartilham das tuas convicções pessoais, fora do teu círculo íntimo. É um entendimento exagerado. É a aparência de sofisticação e inteligência, sem conteúdo e equilíbrio. Sir Francis Bacon, um filósofo e político Inglês do século XVI, tornou conhecida a frase, “conhecimento é poder”. Os educadores têm utilizado positivamente esta frase para promover a educação para todos ao redor do mundo, mas outros têm distorcido o aumento do conhecimento para sua própria vantagem.

Durante séculos, a hierarquia da Igreja manteve a Bíblia fora das mãos dos leigos. Ao manterem as pessoas ignorantes acerca das Escrituras, eles podiam facilmente controlá-las através das suas próprias interpretações e tradições. Um exemplo disto foi quando Galileu afirmou que a terra girava em torno do sol e não o sol em torno da terra. O tribunal da inquisição condenou Galileu como um herege, citando o versículo: “Homens galileus [que soava como Galileu], porque estais olhando para o céu” (Actos 1:11).

A parte enganosa do conhecimento existe quando comparamos a experiência com o conhecimento. Paulo disse, no oitavo capítulo de I Coríntios, que amar a Deus é conhecer a Deus e ser conhecido por Ele. Nessa experiência de conhecer a Deus, ele reconhece que os ídolos não são nada para além de um pedaço de madeira ou um pedaço de metal; que não há vida neles e que eles não têm poder sobre nós. Saber que existe um só Deus não é suficiente.

Sem a experiência de conhecer a Deus e ser cheio do Seu amor, podemo-nos tornar muito duros e preconceituosos para com aqueles que não partilham a nossa compreensão das coisas espirituais. Aqueles que conhecem a Deus estão cheios de amor pelos seus irmãos e irmãs e têm o cuidado de não destruir os mais fracos entre eles com as suas convicções pessoais. Lembra-te, nós só conhecemos em parte. Deus sabe tudo.

Escrituras Para Meditar
I Coríntios 13:9-10; 3:20; 8:1-13; Isaías 55:8-11; I João 3:2; Mateus 11:25; João 5:39

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa