Trabalhar em conjunto com Deus

[Read the devotional «Working Together With God» in English.]

Para a maioria de nós, o trabalho ocupa grande parte do nosso dia. Para além das horas do nosso trabalho, há o trabalho em torno da casa, o cuidado com os filhos, as obrigações com a família, igreja e escola. Para muitos de nós, simplesmente não há horas suficientes no dia para fazer tudo. Quando alguém nos pede ajuda, o que realmente quer, na maioria das vezes, é que façamos algo por ele. Nestas alturas, os sinais de aviso começam a surgir, “luzes vermelhas acendem-se” e nós sentimos que não podemos assumir mais nenhum compromisso.

Olhamos para a nossa agenda – não há espaços livres. Avaliamos a nossa força – exaustos! Analisamos as tarefas – não nos sentimos qualificados. O que acontece quando Deus vem e nos diz que tem algo para nós fazermos? As mesmas luzes vermelhas acendem-se e nós tentamos esconder-nos atrás de desculpas com o pouco que temos e do quão “pequenos” somos. Moisés fez o mesmo. Um dia, enquanto trabalhava na montanha, Deus apareceu-lhe em forma de uma sarça ardente. Ele foi presenteado com uma grande tarefa. Deus queria que Moisés voltasse ao Egito e liberta-se o povo de Israel da escravidão e os conduzisse para a terra prometida.

Moisés teve um mau começo. Ele tinha morto um homem no Egito e era um fugitivo na terra dos midianitas. As suas desculpas foram válidas: “Eu sou apenas um homem”, “Eu não estou qualificado“, ”Eu gaguejo”, “Eu sou fraco”, “por causa do meu passado, as pessoas não me vão ouvir,”. As suas conclusões foram também razoáveis: “Encontra outra pessoa”. O que Moisés não entendeu era que Deus não estava a pedir para ele fazer algo por Ele, mas com Ele. Deus respondeu a Moisés, dizendo: “Certamente Eu serei contigo,” (Êxodo 3:12). Deus nunca espera que vás, faças, ou vivas em tua própria força.

A tarefa que Ele nos deu para fazer só pode ser feita, porque “maior é o que está em nós, do que aquele que está no mundo,” (I João 4:4). Nenhum trabalho é difícil demais, nem inimigo forte demais, ou a montanha alta demais. Paulo disse: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece,”(Filipenses 4:13). A chave está em entendermos que Deus está connosco. Tu + Deus = maioria. Tu + Deus = sucesso. Deus com Moisés fez do impossível possível. Com uma simples vara, o rio Nilo transformou-se em sangue, as águas do Mar Vermelho abriram-se e os exércitos do Faraó foram derrotados.

Não era a grandeza de Moisés, mas sim o poder de Deus. Moisés compreendeu isto muito bem. Quando Deus ficou zangado com a obstinação e incredulidade de Israel, quis mandar um anjo com eles para a Terra Prometida, em vez de ir Ele mesmo, Moisés opôs-se. Ele disse a Deus que, se Ele não fosse com eles, então, ninguém iria. (Êxodo 33:1-17)

É fácil sentirmo-nos “esgotados” quando agimos pela nossa própria força. Podemos ter a melhor intenção de servir a Deus, mas na realidade quanto do que estamos a fazer é obra de Deus? Será que Deus iniciou a tarefa e nos capacitou para isso? Se não, devemos ainda prosseguir pela nossa própria força?

Escrituras Para Meditar
Êxodo 3; II Coríntios 6:1; Romanos 8:17; João 3:2

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa