Como Fala o Espírito Santo?

[Read the devotional «How Does The Holy Spirit Speak?» in English.]

Estou certo de que muitos de vocês ficam perplexos com aqueles que tão prontamente dizem: “Deus disse-me…”, ou “assim diz o Senhor”. A confiança e a frequência de tais afirmações fazem-nos questionar se alguns têm uma ligação mais direta com o Senhor do que outros. Quando estas “palavras do Senhor” não se realizam, a dúvida da sua autenticidade bloqueia qualquer compreensão possível da mensagem.

É como o pastorzinho que gritou tantas vezes “lobo, lobo”, que quando o lobo chegou, os aldeões não acreditaram na sinceridade do grito do menino. O facto é que o Espírito Santo fala hoje, como tem falado ao longo de toda a história. Nós só precisamos saber como discernir o que e quando Ele está a falar. A forma natural é ouvir-se o som pelos ouvidos, depois o cérebro assimila o que ouve em pensamentos cognitivos.

Para ouvir o Espírito Santo, deve-se ouvir através do espírito e então a mente interpreta em pensamentos cognitivos. O espírito nascido de novo é onde o Espírito Santo habita. Em 1 Coríntios 6:17, diz: “Aquele que se uniu ao Senhor é um espírito com Ele”. Quando o Espírito Santo fala, Ele fala ao nosso espírito, mas a mente permanece “infrutífera”(I Coríntios 14:14). Isto é o que acontece quando alguém “canta no Espírito”, ou “ora no Espírito” ou “fala em línguas”. O espírito do crente é edificado e isso é bom, mas a mente permanece no “escuro”.

Para alguém entender o que o Espírito de Deus está a dizer, deve haver uma interpretação. Os olhos do entendimento devem ser iluminados. Vamos pensar na alma, (mente), como um filtro. Se o filtro estiver entupido, então o líquido que passa é contaminado e bloqueado pela sujeira no filtro. Isto é o que acontece quando alguém ouve o quer ouvir, em vez do que foi dito. A sujeira pode ser ideias preconcebidas, mentalidade negativa, ambições egoístas, medo, tradições humanas, etc. Tudo isso pode ter uma influência sobre o que se pensa ouvir. É importante ter a mente de Cristo, para purificar os pensamentos e para focar a mente nas coisas do Espírito. (Romanos 8.5).

Porque ouvir a voz de Deus é uma experiência subjetiva, achei importante usar certas diretrizes antes de dizermos ousadamente: “Deus diz”. Estas diretrizes podem servir como confirmação, e assim estarmos certos que ouvimos do Espírito. A primeira é essa voz interior, da qual já temos falado. É o que chamamos intuição; O saber que sabes. É ouvir dentro do teu espírito a voz do Espírito Santo. Isso só por si pode ser mal interpretado por isso, é necessário outra diretriz para trazer garantia. Esta é a Palavra de Deus. Deus jamais contradiz o que Ele já revelou na Bíblia. Deus fala através da Sua Palavra e é uma confirmação objetiva do que ouvimos subjectivamente no nosso espírito.

Ao tomar decisões importantes, eu encontrei duas outras diretrizes necessárias para confirmar que estou certo. São as circunstâncias e os conselhos. As circunstâncias são as “portas abertas ou fechadas” para as oportunidades. Embora sozinhas, elas não provam a direção de Deus, elas contribuem para a sua confirmação. O conselho, daqueles que Deus tem colocado na tua vida para te orientar espiritualmente, é um valioso auxílio para conhecer a direção certa de Deus.

Quando ouvimos Deus dizer para nos mudarmos para Portugal, foram necessárias, todas, estas confirmações para darmos um passo tão grande de fé. Mais tarde, quando surgiram dificuldades, ficamos firmes, sabendo que ouvimos Deus. Deus falou, nós obedecemos e a vitória veio.

Escrituras Para Meditar
Atos 13:2; I Coríntios 14:14-15; Romanos 8:26; João 10:3; 18:37; I Coríntios 14; Efésios 1:17.

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa