Cristo, Nosso Intercessor

[Read the devotional «Christ Our Intercessor» in English.]

Intercessão é o ministério atual de Jesus. Em Hebreus 7:25, a Bíblia diz: “Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” Normalmente, quando pensamos em intercessão pensamos em oração. Será que Jesus está de joelhos a orar por nós? Acho que não. A palavra intercessão significa abranger a lacuna. Inter significa entre e cessão é lacuna. Em outras palavras, intercessão é a formação de uma ponte. Há um abismo que separa o Homem de Deus, e Jesus serve como a ponte que atravessa esse abismo. Por um lado, Jesus identifica-se connosco na nossa humanidade, e, ao mesmo tempo identifica-se com Deus na Sua divindade. Por esta razão, Ele é perfeitamente capaz de nos salvar. Na verdade, Ele é o único que pode ser uma ponte para que possamos chegar a Deus.

Jesus disse isto de outra forma quando declarou: “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim,” (João 14:6). Ele vive sempre para interceder. Jesus não é o objetivo, mas é o caminho para o alvo. Ele é o caminho não o fim. Ele tira-nos do nosso estado decrépito, lava-nos com o Seu sangue e leva-nos ao Pai. Paulo usa a palavra, mediador, para descrever o ministério de Jesus hoje. Ele diz: “Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo o homem,” (I Timóteo 2:5). Um mediador é alguém que fala em nome de outro; que o representa perante outro.

João explica a intercessão de Jesus como se estivéssemos em um tribunal e estivéssemos a ser acusados do nosso pecado. O diabo é o acusador e Jesus é nosso advogado. Na realidade, todos nós somos culpados, pois todos pecamos. Jesus, como nosso advogado, defende-nos diante do Pai tendo como base a Sua obra redentora na cruz. Ele tomou sobre si os nossos pecados e foi condenado no nosso lugar, para que o Seu sangue pudesse servir como o preço necessário para a nossa salvação. Por causa da Sua intercessão somos considerados inocentes. Mais uma vez, Jesus atravessa o abismo para nos levar ao Pai. O que nós nunca poderíamos realizar por nosso mérito, Ele o fez por nós. Jesus é nosso intercessor.

A intercessão é um ministério no qual podemos participar. É quando nos apresentarmos diante de Deus em oração em nome de outra pessoa. Ela exige identificação com a necessidade ou condição da pessoa, e identificação com o Senhor e as Suas promessas. Moisés participou neste ministério em favor do povo de Israel. Enquanto no deserto, o povo tinha provocado a ira de Deus, por causa da dureza do seu coração e por ter voltado a adorar ídolos. Deus determinou que iria destruir o povo e começar uma nova nação com Moisés. Moisés permaneceu na lacuna e pleiteou, pelo povo. Ele apelou pela misericórdia e perdão, lembrando ao Senhor as Suas promessas e da Sua reputação entre as nações. Daniel, também, identificou-se com os pecados de seu povo, dizendo: ” Pecamos, e cometemos iniquidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes…,” (Dan 9:5). Nas suas orações, ele não se colocou acima das pessoas, mas identificou-se com elas, com os seus pecados e os pecados dos seus antepassados, e implorou por misericórdia. Deus ouviu as suas orações e libertou Israel da escravidão.

Assim como Jesus está continuamente como uma ponte entre o Pai e nós, também nós podemos ficar na brecha por aqueles que ainda não O conhecem. Quando nós nos identificamos com o pecado e condição daqueles por quem oramos e clamamos, nós servimos como intercessores. Com uma mão tocamos na necessidade e com a outra tocamos na resposta. Deus está à procura de pessoas que de dia e de noite fiquem na brecha.

Escrituras para meditar
Hebreus 7:25; 9:15; 12:24; I Timóteo 2:1, 5; I João 2:1-2; Ezequiel 22:30

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa