Duas Sementes

[Continuação de Duas Árvores]

Uma semente representa o fruto. Tem, em si mesma, um grande potencial para a multiplicação, mas é limitada, pois só reproduz segundo a sua espécie. Uma semente de maçã, apenas, reproduz maçãs, não pode reproduzir batatas.

Como a Bíblia diz «o que semeias, vais colher». A semente não se refere somente à vida vegetal, mas também à vida animal e humana. Podemos falar acerca da semente da raça humana, referindo-nos aos seus descendentes.

Adão e Eva tiveram dois filhos, ou sementes.

A primeira, Caim, era um agricultor. Ele tinha a natureza do seu pai, o primeiro Adão. Tinha os seus olhos colocados em coisas terrenas, e por isso quando adorou a Deus trouxe o fruto do seu trabalho. Adoramos segundo o que conhecemos, então, quando Caim se aproximou de Deus oferecendo sacrifícios, ele apresentou o melhor que tinha, mas foi fruto daquilo que tinha sido amaldiçoado. A sua oferta foi rejeitada, porque foi resultado do seu trabalho e não da sua fé.

O fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal conduz a uma base de verdade, ao que está certo ou errado, ao que sabe bem, ao que parece bem e se apresenta como bom. Se chegarmos a uma situação económica, social e moral, de depressão e, nestas condições, alguém prometer um fim para o desemprego, crime, inflação e decadência moral, votarias nessa pessoa para o governo? Provavelmente, sim! Se sim, terias votado em Hitler, tal como fez a Alemanha em 1930. No livro de Apocalipse, a Besta que surge da terra parece ser a resposta de todos os ais do mundo.

A segunda semente foi Abel. Ele guardava rebanhos. Ele representa o segundo Adão. Quando adorou a Deus, trouxe-lhe o que tinha vida, um cordeiro. Ele não trabalhou para produzir vida, apenas ofereceu a Deus a vida que tinha. Ele sofreu por fazer o bem e não retaliou. O seu sangue foi derramado na terra, assim como o de Jesus, e falou a todo o mundo. O sangue de Jesus é a Boa Nova da salvação para todos os homens, fala melhor que o sangue de Abel. O sangue de Abel fala de justiça e vingança; o sangue de Jesus fala de misericórdia e redenção.

Escrituras para meditar: Génesis 3.1-15; I Coríntios 2.14; Romanos 1.18; Apocalipse 13.11; Efésios 2.13; Hebreus 11.4; 12.24

[Continua em Duas Cidades]

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa