Grandes Gotas de Sangue

[Read the devotional «Great Drops Of Blood» in English.]

No Jardim do Getsémani, Jesus agonizou em oração, ao enfrentar a maior tentação da Sua vida. Ele sabia da armadilha que os governantes religiosos estavam a preparar contra ele. No Seu Espírito, entristeceu-se por causa da traição de um dos seus discípulos. Ele sabia que estava prestes a ser preso e levado perante um “tribunal forjado” e depois ser crucificado e morto.

Ele sabia que todo o pecado da humanidade, resultando do afastamento do Seu pai, viria sobre ele. Jesus sabia tudo isto, e ainda assim Ele tinha uma escolha.

Jesus podia ter-se escondido, podia ter fugido, podia ter pedido aos discípulos que lutassem ou mesmo ter chamado todo o exército celestial para o defender. Jesus tinha de escolher entre beber do cálice da ira de Deus contra o pecado ou salvar-se a Si mesmo e deixar a humanidade irremediavelmente perdida. A pressão foi tão grande e a tentação tão intensa que Ele suou gotas de sangue.

Quando alguém está em grande angústia, normalmente o sangue corre da cabeça para o coração, deixando-o pálido e fraco. É natural que o sangue flua para dentro, para reanimar o coração, mas com Jesus, que não pensou em si mesmo, a sua agonia levou o Seu sangue para fora, para a terra. Esta foi a primeira de sete vezes que o Seu sangue seria derramado e aconteceu sem uma lança, nem um chicote ou espinhos. O Seu sangue foi derramado voluntariamente. Foi o resultado da renúncia da sua própria vontade e o abraçar da vontade do Pai.

Isto aconteceu no Jardim do Getsémani, no Monte das Oliveiras. Getsémani, em hebraico, significa: prensa de azeite. É onde o azeite é produzido sob pressão extrema. O azeite é um símbolo da unção do Espírito Santo. Através da pressão causada pela traição e engano, o perdão foi liberado. Mesmo tendo os olhos fechados, os discípulos incrédulos de Jesus receberam revelação. Através da aceitação do: “Seja feita a Tua vontade”, é-nos garantida a salvação. Antes da cruz veio o cruzamento da vontade da vontade de Jesus com a do Pai. Esta, também, é a cruz que devemos assumir, se quisermos seguir o Senhor.

Escrituras para meditar:
Lucas 22:42-44; 9:23; Filipenses 2:5-11; Mateus 26:36-46; Isaías 53:4-6.

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa