Há Poder no Sangue de Jesus

Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo?
(Hebreus 9:14)

Tanto Jesus como o Espírito Santo e o Pai Celestial participaram na redenção da humanidade, cada um fez a sua parte. Se Jesus não tivesse tido o apoio do Espírito Santo teria sido impossível a redenção; foi o Espírito eterno de Deus que encheu Jesus com a Sua santa presença e Lhe deu forças para que pudesse chegar à cruz e, ali, oferecer a Sua vida e o Seu sangue a Deus, como num altar; fez tudo isto pelo profundo amor que Ele tem por cada um de nós.

Quando o Senhor deu instruções ao povo de Israel explicou-lhes porque deviam oferecer um animal em sacrifício e como esse sangue faria expiação. «Porque a vida da carne está no sangue, pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas, porquanto é o sangue que faz expiação, em virtude da vida.» Levítico 17:11

Dentro da lei divina ficou estabelecido como deveria efectuar-se a redenção: «mas se resultar o dano, então darás vida por vida» (Êxodo 21:23). Entendendo que a vida está no sangue, Jesus ao dar o sangue estava a oferecer a Sua vida pela nossa redenção.

Todos os crentes devem receber a revelação da Cruz, pois se participarmos da morte de Cristo, também gozaremos da Sua ressurreição, e se sofrermos com Ele, também reinaremos com Ele. O que mais se assemelha a esta revelação é a imagem de um pai/mãe que perde o seu único filho, circunstância na qual é muito difícil encontrar consolo, é uma dor tão profunda que, por mais que se queira não se pode deixar de chorar.

A isto se referiu o profeta Zacarias quando disse: «Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o espírito de graça e de súplicas; e olharão para aquele a quem trespassaram, e o prantearão como quem pranteia por seu filho único; e chorarão amargamente por ele, como se chora pelo primogénito» (Zacarias 12:10).

Algo em que pensar: O Dr. Derek Prince compartilhou acerca de uma visão que teve, pelo meio da qual o Senhor trouxe à sua vida uma maior compreensão acerca do poder da Cruz. Nesta visão, o Senhor, dizia-lhe: «Das três cruzes no Monte do Calvário, a do meio a quem pertencia? Pensa bem antes de responderes». E ele pensou, essa cruz não foi feita para Jesus, mas sim para Barrabás — então Jesus tomou o lugar de Barrabás?. «Sim» — respondeu Ele, «mas, eu pensei que Jesus tinha tomado o teu lugar?» Nesse momento Derek prince compreendeu que tanto ele, como cada um de nós, somos esse Barrabás, e Jesus tomou o nosso lugar, carregando o nosso castigo para dar-nos redenção.

Imagem: http://www.sxc.hu/photo/1385156

Publicado por

LogosCC

LogosCC

Instalada no coração de Lisboa, a Igreja Logos Comunhão Cristã, tem como seu paradigma o conceito de uma Igreja não só centrada em si mesma, mas virada para o exterior, para a sociedade portuguesa e para o mundo.