Quem é Deus?

[Read the devotional «Who Is God?» in English.]

Quando alguém te pergunta quem és, a primeira resposta que dás é o teu nome. Se isso não for suficiente, então, começas por descrever o que fazes, de onde és e dás outras informações que possam ajudar a definir-te. O mesmo acontece com Deus. O homem não conhece Deus, e para que Deus se torne conhecido ao homem Ele tem que revelar o Seu nome, natureza, obra e propósito. O homem não inventou Deus (dando-lhe os atributos que desejava que Ele tivesse) mas Deus revelou-se ao homem. Deus é infinito e multifacetado no Seu carácter, por isso, são revelados muitos nomes para ajudar o ser humano a compreendê-lo e a relacionar-se com Ele.

O primeiro nome que Deus revela na Bíblia, (Génesis 1:1), é o nome Elohim. Esta é a forma plural de EL ou Eloah que significa: Criador, Poderoso e Forte. Desde o primeiro versículo da Bíblia, a natureza poderosa de Deus torna-se evidente quando Ele traz o mundo à existência. A pluralidade do nome, define uma imagem que nos ajuda a compreender a doutrina da trindade. Isto é salientado no versículo 26, quando Ele diz: “Façamos o homem à nossa imagem, e à nossa semelhança…”.

O uso de Elohim, como o primeiro nome de Deus, distingue Deus do homem. Ele é o criador; o homem é a Sua criação. Ele é poderoso; o homem é fraco. Este nome também revela a elevada natureza do Seu carácter, tal como: “Deus não é homem para que minta, nem filho do homem, para que se arrependa” (Números 23:19). Depois do homem ter caído em pecado, ele começou a servir a criação em vez de servir o Criador. O homem fez imagens de acordo com a sua semelhança e de acordo com o que lhe era familiar. Ele atribuiu a estas imagens diversos atributos e poderes divinos e humanos.

Deus respondeu ao desvio do homem ao dizer que Ele era: EL-Shaddai, Deus Todo Poderoso. Ele é o “Poderoso de Jacó”, (Salmo 132:5 e Génesis 49:24). Ele está por cima, é mais poderoso e completamente separado de outros principados, poderes, hostes espirituais, demónios e ídolos. Neste nome composto o “El”, descreve a natureza do Seu poder quando comparada com outras ideias propostas pelo homem. Aqui estão mais algumas descrições:

El-Elyon: Altíssimo, (Deuteronómio 26.19). Deus é “elevado, ascendido, por cima, etc.” Não há outro acima de Deus. Isto dá-lhe o direito de senhorio absoluto.

El-Gibhor: Deus Poderoso, (Isaías 9.6). Este descreve o Messias, Jesus Cristo, como o Deus Poderoso, que nos liberta do pecado.

El-Olam: Deus eterno, (Salmo. 90.1-3). Deus é sem início e sem fim. Ele é o causador do tempo. Ele não está no tempo.

Escrituras Para Meditar
Génesis 1; 7:1; 17:7; Jeremias 31:33; Salmo 23

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa