Como um Leão que Ruge

Ao escrever à Igreja Primitiva, Pedro avisou os crentes sobre um adversário que estava determinado a destruir a fé de cada um. Ele comparou o diabo a um leão que ruge, que procura caçar os fracos e inconscientes de suas táticas. Quando um leão ruge, imediatamente, sente-se medo e a resposta natural é fugir. Mesmo, quando um leão está numa jaula, o seu rugido induz medo às pessoas ao seu redor. Isto é exatamente o que o leão quer. O medo torna-te vulnerável ​​e desajeitado. Enquanto a vítima corre, o Leão tem vantagem e com facilidade ultrapassa-a e domina-a.

Um dia, ao ir para a cidade de Timnate, Sansão foi atacado por um leão que rugiu. O leão, tenho a certeza, pensou que este homem ia ser o seu jantar naquele dia, mas em vez de fugir do leão, Sansão enfrentou o leão e despedaçou-o com as suas mãos. Em vez de correr, ele resistiu. Em vez de ser vencido, ele venceu. Em vez de ser alimento para o leão, no dia seguinte ele comeu mel da sua carcaça.

Quando um leão atacou as ovelhas que David estava a guardar, em vez de fugir, ele enfrentou-o e matou-o. O ataque é a melhor defesa. Quando o inimigo vem como um leão que ruge, devemos resistir-lhe. Quando ele vem como uma enchente de águas, a bandeira do Senhor é levantada contra ele. Porque, David manteve-se firme contra o leão, ele foi capaz de enfrentar e derrotar um gigante.

O rugido do leão suscita medo, e se cedermos ao medo vamos ser derrotados. Na grande depressão financeira que abalou o mundo no início da década de 1930, Franklin D. Roosevelt foi eleito presidente dos Estados Unidos da América. No seu discurso de tomada de posse, ele fez uma declaração que foi citada inúmeras vezes. Ele disse: “A única coisa que temos a temer é o próprio medo” Num momento de grande tensão e insegurança nacional, o inimigo foi identificado. O Rugido do Leão, o medo, tinha de ser confrontado.

A igreja nunca foi construída com propósitos defensivos. Foi-lhe ordenado que prevalecesse contra as portas do inferno. Os crentes são enviados como ovelhas para o meio de lobos, mas estas ovelhas são guerreiras ferozes e o inimigo está debaixo dos seus pés. Para enchermos o céu o inferno deve ser saqueado. Tal como aconteceu com Sansão, quando o Espírito vem sobre nós, temos uma força sobrenatural. Quem devemos temer? Sabemos que «maior é aquele que está em nós do que aquele que está no mundo» (I João 4.4). À Igreja foi concedida autoridade para pisar serpentes e escorpiões, e não fugir deles. Alegremo-nos, então, porque o inimigo foi colocado debaixo dos nossos pés.

Escrituras Para Meditar:
Juízes 14:5-6; Isaías 59:19; Mateus 16:18; Tiago 4:7; I Pedro 5:8; I João 4:4; Lucas 10:17-20.

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa