Humilha-te a Ti Mesmo

[Read the devotional «Humble Yourself» in English.]

A humildade é uma qualidade que Deus promove. De todas as virtudes cristãs, a humildade parece ser a mais importante. Tiago e Pedro, escreveram estas mesmas palavras: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” (Tiago 4:6 e I Pedro 5:5). Deve ter sido um tema comum ensinado pelos apóstolos na Igreja primitiva. Para alguns, a humildade significa auto degradação. Para outros, é comparada à pobreza. E ainda outros veem a humildade como uma posição inferior, de servidão.

A expressão: “origens humildes”, refere-se a alguém que começou a vida sem nada. São Francisco de Assis, elevou a pobreza como graça na sua busca pela humildade. Para ele, ser um seguidor de Cristo, implicava dar toda a riqueza e viver uma vida de pobreza. Mas, realmente, é assim que nos humilhamos? S. Francisco nasceu numa família de comerciantes ricos. Ele viveu uma infância livre de cuidados e em devassidão enquanto jovem. Ao ter um encontro com Jesus, Francisco arrependeu-se do seu estilo de vida pecaminoso e doou as suas riquezas para seguir o Senhor.

Ele foi desafiado pelas palavras de Jesus ao jovem rico, aquele que queria ser Seu discípulo. Ele não queria errar como fez este jovem por não ser capaz de dar tudo o que tinha. Jesus foi o grande tesouro da sua vida e qualquer sacrifício não foi muito grande para ele. Devido à sua conversão dramática, Francisco viu as suas riquezas como uma fonte de orgulho e a pobreza como um caminho para a humildade. Mas não é a falta de riquezas que determinam a tua humildade, mas sim a falta de controle que as tuas riquezas exercem sobre ti.

O orgulho é o oposto da humildade e manifesta-se na confiança que se tem nas nossas riquezas e nossas capacidades, e não em Deus. Cristo mostrou humildade ao descer do céu em forma de homem. As Escrituras dizem que, “Ele se humilhou, tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses 2:8). Fez-se pobre para que nos tornássemos ricos, Ele deu tudo para que pudéssemos receber a vida eterna e Ele foi amaldiçoado para que possamos receber as bênçãos de Abraão. O exemplo de humildade de Jesus é que Ele renunciou à sua própria vontade para abraçar a vontade do Pai (Lucas 22:42).

Humilhares-te, é deixares de controlar a tua vida. É quando reconheces que tu não és a fonte, o criador da tua própria existência. Deus é a fonte de todo o bem, dom, talento, etc. Não há lugar para ostentação das realizações pessoais, apenas gratidão pela graça e ajuda de Deus. C. S. Lewis disse: “A verdadeira humildade não é pensar menos de nós mesmos, mas é pensar menos em nós mesmos.”

O orgulho é pecado e é encontrado em cada coração humano. Ele causa dificuldades e conflitos entre povos e nações. O povo orgulhoso não pode trabalhar nem viver junto sem conflitos. Provérbios advertem que, “o orgulho precede a queda” (Provérbios 16:18). O orgulho é um obstáculo no nosso relacionamento com Deus; mas a humildade abre a porta da Sua graça. Humildade é imitar o Senhor. Mesmo sabendo que era o Filho de Deus, Jesus não Se agarrou à Sua igualdade com Deus. Ele dependeu totalmente do Pai.

Aqui estão algumas maneiras em que tu podes-te humilhar:

1) Confessa regularmente os teus pecados a Deus e aos outros;
2) Não mostres nenhuma parcialidade. Associa-te aos pobres e carentes;
3) Fala bem dos outros;
4) Desenvolve um coração grato;
5) Escolhe servir os outros;
6) Sê submisso às autoridades;
7) Serve aos outros como se fosse ao Senhor;
8) Perdoa aos outros.

Vamos fazer disto uma disciplina diária. “Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que a seu tempo Ele vos exalte” (I Pedro 5:6).

Escrituras Para Meditar
Tiago 4:6, 10; I Pedro 5:5-6; Filipenses 2:6-8; II Coríntios 8:9; Miqueias 6:8; II Crónicas 7:14; Mateus 23:10-12

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa