O que está nas tuas mãos?

Eu questiono-me se somos os nossos piores inimigos!? Às vezes argumento, quando recebo de Deus instruções para uma nova tarefa, ou quando Ele tenta alargar as fronteiras do meu ministério: «Senhor, eu não tenho a capacidade, o dinheiro, ou recursos ou tempo…» Deus acredita em nós, mas rapidamente nos desqualificamos devido à nossa experiência, idade, talentos, necessidades ou falta de apoios.

Quando Deus teve um encontro com Moisés, no Monte Sinai, Ele falou visão e destino sobre a vida de Moisés. Deus aceitou-o como era, mas depois mostrou-lhe o que ele poderia ser e o que devia fazer. A reacção de Moisés, provavelmente, foi idêntica à de alguns de nós. «Mas, Senhor e se o povo não me aceitar… envia outra pessoa… eu nem sei falar…, eu gaguejo…» Deus falou fé, mas Moisés falou insegurança e falou da sua necessidade.

Deus não perguntou a Moisés o que ele precisava para efectuar o trabalho. Será que ele precisava de milhares de cavalos e carroças? Que quantidade de comida e água iria precisar para todas estas pessoas? Não, Deus não lhe perguntou o que precisava, mas sim o que tinha. «E o Senhor disse-lhe: “Que é isso na tua mão?”» Êxodo 4:2. Deus usa o que temos, não o que não temos. Para entrarmos no plano de Deus para a nossa vida temos que dar um passo de fé e tirar os nossos olhos daquilo que não temos, para ver aquilo que Ele já nos deu. Com o que somos e com o que temos, Deus irá concretizar grandes coisas através de nós.

Quando Jesus disse aos discípulos para alimentarem os cinco mil, eles só conseguiam pensar no que necessitavam para fazer isso. Eles pensaram que seria melhor enviar as pessoas para casa, pois não se sentiam qualificados para alimentar tantas pessoas. Eles só tinham cinco pães e dois peixes. Jesus não lhes perguntou quanto tinham, mas sim o que tinham. Ele tomou os cinco pães e dois peixes, deu graças ao Pai e alimentou-os a todos. Jesus irá fazer o mesmo por cada um de vocês à medida que lhe entregarem o que têm nas vossas mãos.

Escrituras para meditar: Romanos 8.37; Filipenses 3.12-14; Hebreus 12.1; Efésios 3.20; Mateus 15.32-38.

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa