Ofensas: Tu Podes Escolher

[Read the devotional «Offenses: You Can Choose» in English.]

Quem tem o direito de se sentir ofendido? Todos os dias somos confrontados com atitudes negativas, palavras ofensivas e situações injustas por parte de outros. Cada pessoa tem uma boa razão para se sentir magoada e ofendida. Nós não podemos controlar a forma como nos tratam ou falam connosco, mas podemos controlar a forma como reagimos a esses comportamentos.

Recordo-me duma história no Evangelho de João capítulo 9, na qual Jesus cura um homem que era cego de nascença. Este homem não precisou de um médico, ou um teólogo para lhe dizer que ele tinha um problema mas, contudo os que estavam a sua volta reagiam à sua condição.

Os discípulos queriam saber qual era a razão para o seu problema: se tinha sido causado pelo seu pecado, ou pelo pecado dos seus pais. Os Fariseus argumentavam acerca da veracidade do milagre e se a origem do milagre vinha de Deus, de Moisés ou do diabo. Este homem cego só queria ajuda.

Ele estava consciente das conversas ao seu redor, mas também das conversas acerca dele: esta era uma boa razão para se sentir ofendido. E então chega alguém que coloca terra misturada com saliva, lodo, nos seus olhos. Lodo (barro) representa o nível mais baixo da humanidade e o cuspo fala do ridículo, rejeição e perseguição. Agora o seu problema vai para além da incapacidade física.

Estou certo que neste momento este homem não se sentia nos seus melhores dias. Ele podia estar zangado, podia chamar apoio policial, ou apenas ir embora, mas algo o impediu de reagir. Ele ouviu a voz de Jesus no meio de tudo o que se passava ao seu redor: “Eu sou a luz do mundo” (versículo 5). Na sua alma nasceu a esperança, e ele ouviu estas palavras: “Lava-te no tanque de Siloé.” Ao obedecer, a sua fé foi ativada e recebeu a sua cura (visão).
Siloé é o lugar de graça, milagres e ceifa. Houve um tempo, na história de Israel, em que eles rejeitaram as águas de Siloé, e foram atingidos pelo “Rio”, que era o exército da Assíria (Isaías 8:5-6).

Se este homem tivesse escolhido a ofensa, ele teria permanecido com os seus problemas. Ele escolheu não ser ofendido. Ele escolheu a revelação sobre a razão, e a obediência sobre os sentimentos.
Mesmo depois da sua cura, as provocações não pararam. O seu pior dia transformou-se no seu melhor dia e, mesmo assim, os outros queriam roubar-lhe isso. Mas este homem manteve a sua fé no Senhor Jesus e adorou-O com um coração de gratidão, (versículo 38). Em vez de alimentar as suas feridas ele dispersou-as.

Se este homem pôde escolher não ser ofendido, nós também podemos.

Escrituras para Meditar
João 9; Isaías 8:5-6; Lucas 6:49; Mateus 24:9-14

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa