O Ladrão de Sonhos

[Read the devotional «The Dream Thief» in English.]

Ser capaz de sonhar, ou ter esperança, distingue a raça humana do mundo animal. É uma qualidade dada por Deus que permite que a nossa alma alcance os níveis mais altos da imaginação. Os nossos sonhos criam um mundo melhor; o melhor casamento, a ausência de enfermidades, de dor e muito mais. Alguns sonhos podem entrar num mundo fantasioso mas, principalmente, os sonhos que temos são um desejo sincero de vivermos uma “boa vida”.

Jó foi uma destas pessoas que estava a viver o seu sonho. Ele era rico, tinha uma família grande, muitos amigos, muita influência e um relacionamento com Deus. Tudo acerca da sua vida era “bom”. Então, um dia apareceu o ladrão dos sonhos. Tudo o que ele tinha foi-lhe tirado; os seus filhos morreram, as suas riquezas foram-lhe retiradas, os seus amigos voltaram-se contra ele e até mesmo a sua esposa deixou de acreditar nele. Este ladrão, satanás, tentou poluir a mente de Jó com pensamentos negativos e virá-lo contra Deus. O sonho do inimigo é “roubar, matar e destruir” (João 10:10).

Este ladrão de sonhos tornou-se bastante eficiente na destruição dos sonhos do homem. Às vezes ele surge como um ladrão pela noite e de um dia para o outro tudo o que temos é-nos tirado, ou ele apenas atrasa a realização de sonhos, criando desapontamentos ou desespero. Mas, há um sonho no qual ele não pode tocar e este é o sonho de Deus. O sonho de Deus é que ninguém pereça e que todos possam chegar ao arrependimento. Deus deseja corações quebrantados e contritos e é através destas pessoas que ele mostra o Seu poder e força.

O sonho de Deus nasce quando alguém morre para os seus sonhos. O sonho de Deus é muito melhor que o do homem e para experimentá-lo é necessário que o homem opte por largar o seu sonho. Enquanto, Jó defendeu e agarrou-se ao seu sonho, foi suscetível ao ataque de Satanás, mas quando morreu para o seu sonho e se arrependeu diante do Senhor, ele tornou-se parte do sonho de Deus. Com este novo Jó, arrependido e quebrantado, Deus podia abençoar. Ele recebeu o dobro de tudo o que tinha antes. Ele foi usado por Deus para orar e abençoar aqueles que tinham feito um mau juízo dele.

Jó recebeu uma nova família que foi uma bênção em toda a terra. Quando alguém se deleita no Senhor, entrega o Seu caminho ao Senhor e confia n`Ele e quando alguém permanece fiel e faz o bem, a promessa que tem é que o Senhor “lhe concederá os desejos do seu coração,” Salmos 37:3-5.

Escrituras Para Meditar
Jó 1:1-5; 4:13-20; 42:1-17; Provérbios 13:12; Salmo 51:17; 37:3-5.

[Publicado em 4/11/2012, republicado no Atalaia de 14/05/2017]

Publicado por

Pr. James Reimer

Pr. James Reimer

James Reimer nasceu em Fairbanks, Alaska, EUA. Apesar de ter sido criado num lar cristão, ele envolveu-se no tumulto da década de 60 e entrou na subcultura das drogas. Na véspera de 1971, em Starnberg, Alemanha, a sua vida mudou radicalmente ao ter um encontro com Jesus Cristo. Leia a biografia completa